Criar Redação Unidades      Instagram     Facebook     YouTube     Telefones     Contato       
“7% do PIB para educação não é mágica”, diz ministro
quinta-feira, 16 de junho de 2011

Durante audiência na comissão especial que trata do projeto de lei do Plano Nacional de Educação (PNE), realizada ontem em Brasília, o ministro da Educação, Fernando Haddad, voltou a defender, ontem, a meta de financiamento proposta pelo governo no PL, de aumento gradual dos investimentos públicos em educação dos atuais 5% do Produto Interno Bruto (PIB) para 7% em dez anos.

Diante de enorme pressão da maioria dos parlamentares e de movimentos educacionais, que querem que os gastos do setor subam para 10% do PIB, Haddad reiterou que os 7% apresentados pelo governo suportam as 20 metas do plano. “Isso só deve ser mudado se as metas forem majoradas”, disse.

Haddad repetiu que 7% do PIB “não é um número mágico” e que ficará agradecido se o Congresso e a sociedade civil elevar a proposta por mais recursos, desde que indiquem as fontes de financiamento.

O plano estabelece 20 metas até 2020. Entre elas, prevê valorização do magistério público da educação básica e a duplicação das matrículas da educação profissional técnica de nível médio. Até agora, o projeto de lei em tramitação (8.035, de dezembro de 2010) recebeu 2.915 emendas. Na Câmara dos Deputados, o PL não passa pelo plenário e, se aprovado na comissão especial, segue diretamente para o Senado.

Fonte: Valor Econômico

COMPARTILHAR
  • Facebook
  • Twitter
  • Tumblr
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • RSS
Temas
Busca
Arquivo
janeiro 2018
S T Q Q S S D
« dez    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Assuntos Mais Postados
Criar Redação | www.cursocriar.com
1991-2018 © Todos os direitos reservados
Desenvolvimento: Netmarco.com