Criar Redação Unidades      Instagram     Facebook     YouTube     Telefones     Contato       
Apoio dos pais é fundamental para vestibulandos
quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Orientar um filho vestibulando não é uma tarefa fácil. Esta fase da vida vem com muitas inseguranças, ansiedade e o pior: gera conflitos para o jovem estudante. Os pais são fundamentais nesta hora. Vale apoio e até um colo de vez em quando, mas também é necessário pulso firme em algumas horas.

Luiz Cláudio Jubilato, diretor geral do Criar, diz que em 30 anos de experiência com vestibulares, sempre presenciou uma situação semelhante: as famílias acabam absorvendo o estresse dos estudantes. Segundo o professor, há pais que adotam a postura de cobrança e outros que preferem apenas ouvir as angústias dos filhos e apóia-los, mas o ideal é o diálogo e o equilíbrio. A atenção aos filhos é sempre o melhor caminho. “A família não pode cobrar excessivamente para não criar ainda mais pressão e gerar mais estresse e ansiedade no estudante. Entretanto, os pais também não podem ser coniventes com o desinteresse e aceitar a velha desculpa de que passar no vestibular é muito difícil, é quase impossível”.

Jubilato ainda incentiva os pais a observarem como está o estado emocional do estudante, principalmente quando a rotina de aulas e compromissos fica muito conturbada, o que se intensifica no segundo semestre, por conta da proximidade dos vestibulares.

Claudia Pizzi de Santi, mãe de Beatriz Pizzi de Santi, aluna do Criar, conta que as várias atividades acumuladas pela filha acabam fazendo com que ela também fique muito tensa. A mãe da aluna revela que o período de férias durante o mês de julho fez muito bem a todos da família. “Como minha filha faz o cursinho, o Criar e mais algumas aulas extras, ela fica muito ansiosa e, por isso, as férias, nossas conversas e o apoio da família foram muito importantes para ela se acalmar e voltar às aulas com mais energia”, diz a mãe.

O apoio familiar também é tratado como prioridade por Regina Nami dos Santos, mãe da aluna Aline Nami dos Santos. Ela diz que sempre procura tranquilizar a filha. “Quando conversamos, falo para ela confiar em si mesma, em sua capacidade para conseguir colocar em prática o que já aprendeu e o que ainda vai aprender”, orienta Regina. A mãe de Aline acredita que a cobrança não pode ser exagerada. “Ela é jovem e não está preparada para lidar com tanta pressão, por isso a família tem que estar sempre por perto para passar confiança”, revela.

Os pais também devem orientar o aluno, como pensa Luciane Coppede, mãe de Jorge Coppede. Ela revela que sempre conversa com o filho para motivá-lo e não deixar que ele perca o foco. “Falo pra ele ter em mente que esse período de estudos é a porta para uma nova fase da vida”. A mãe acrescenta que sempre diz para o filho estar cem por cento motivado, confiante e pronto para se preparar ao máximo para alcançar o objetivo que ele tanto sonha. “São essas as principais mensagens que tento passar a ele no dia a dia”, conta Luciane.

Ajuda especializada
Os pais que não sabem o que fazer diante do conflito dos filhos próximo aos vestibulares devem buscar ajuda especializada: professores, escola, cursos de apoio, psicólogos e outros terapeutas. A dica vale também para os pais que acreditam que já estão no caminho certo. Uma opinião profissional sempre ajuda.

COMPARTILHAR
  • Facebook
  • Twitter
  • Tumblr
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • RSS
Notícias
Busca
Arquivo
dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Criar Redação | www.cursocriar.com
1991-2017 © Todos os direitos reservados
Desenvolvimento: Netmarco.com