Criar Redação Unidades      Instagram     Facebook     YouTube     Telefones     Contato       
É preciso pensar bem para dominar o próprio idioma
quarta-feira, 06 de junho de 2012

Neste dia 10 de junho comemora-se o Dia Mundial da Língua Portuguesa. O Criar, que também comemora 21 anos na data, defende a ideia de que o domínio do idioma depende de conhecimentos além da gramática e das técnicas de redação. “É preciso pensar bem”, segundo dizem especialistas do Sistema de Ensino

O próximo dia 10 de junho é o Dia Mundial da Língua Portuguesa, data comemorada pelo mundo lusófono, ou seja, pelos oito países que falam o idioma: Brasil, Angola, Timor Leste, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe. Neste dia, o Criar – Sistema de Ensino também comemora 21 anos e lança o slogan “Escrever bem, consequência de pensar bem”, que aparecerá em diversos materiais e ações ao longo do ano.

Segundo o diretor e fundador do Sistema Criar, Luiz Cláudio Jubilato, foi com a certeza deste conceito que nasceu o método de ensino que coleciona notas 10 nos vestibulares e já atendeu mais de 20 mil alunos em toda sua trajetória de ensino.

Para o coordenador pedagógico do Criar, Marcelo Góes, a gramática e as técnicas de redação não são suficientes para capacitar uma pessoa a redigir um texto ou se comunicar em público – momento em que o domínio do idioma é extremamente colocado à prova. Para escrever ou falar bem, o estudante ou profissional de qualquer área necessita de cultura geral, ou seja, precisa conhecer assuntos multidisciplinares para embasar seu discurso. “A cultura nos ajuda a selecionar o mais importante para sermos mais objetivos e claros”, explica o professor.

O aprendizado da Língua Portuguesa, a fluência verbal e a aquisição da boa escrita são resultados de um processo evolutivo e conquistado na prática. O professor do Criar, Márcio Gimenez, acrescenta que a leitura é o melhor caminho para se aprender a pensar e a escrever.  “As instituições de ensino precisam colocar em prática projetos que estimulem nos alunos o gosto pela leitura. Não adianta só dar aulas e indicar livros”, conclui.

O Criar promove várias ações sociais e culturais para a valorização da Língua Portuguesa ao longo do ano, como o Projeto Criar Leitores, de distribuição de livros; a Semana Multidisciplinar, com palestras e debates sobre assuntos gerais; a Mesa Redonda sobre os Vestibulares, com acesso gratuito a alunos a rede pública e particular; Exposições e Interferências Culturais.

Para Luiz Cláudio Jubilato, “assim como acontece em outros países, a exemplo de Portugal, o Brasil precisa começar a valorizar a nossa língua, pois é por meio dela que nós aprendemos, formamos-nos, comunicamos-nos, trabalhamos e nos integramos”. O professor acrescenta que é preciso ter orgulho do idioma terno, querer falar corretamente e valorizar quem fala. “O domínio da língua tem papel fundamental na formação de uma população crítica e consciente. Afinal, sem conhecimento, não há opinião; e sem leitura e entendimento, não há conhecimento”.

COMPARTILHAR
  • Facebook
  • Twitter
  • Tumblr
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • RSS
Notícias
Busca
Arquivo
fevereiro 2018
S T Q Q S S D
« nov    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728  
Criar Redação | www.cursocriar.com
1991-2018 © Todos os direitos reservados
Desenvolvimento: Netmarco.com